O ex-craque argentino Diego Maradona deixou nesta sexta-feira (4) o hospital de Buenos Aires onde deu entrada brevemente para se submeter a um check-up de rotina, que descobriu um sangramento estomacal sem gravidade, informou o clube mexicano Dorados, após prorrogar sua renovação como técnico.

O exame estava programado depois de Maradona prorrogar seu contrato como treinador do time de Sinaloa. Embora não tenha sido divulgado um boletim oficial sobre seu estado de saúde, fontes médicas citadas pela agência Télam indicaram que foi detectado um sangramento estomacal.

Sua filha, Dalma Maradona, informou pelo Twitter que o quadro não é grave.

“A todos os realmente estão preocupados com meu pai, conto que está bem, que (a outra filha de Maradona) Giani está lá com ele e que em um momento vai para casa! Publicaria a foto que me mandaram, mas não é meu jeito publicar tudo!”, tuitou Dalma Maradona.

Diego Maradona, de 58 anos, deu entrada nesta sexta-feira à privada Clínica Olivos, na periferia de Buenos Aires, para um exame programado e, após se submeter a exames complementares, foi visto deixando o local em uma caminhonete com familiares e amigos.

A internação estava programada para se submeter a estudos, segundo informou em primeira instância seu advogado Matías Morla, que também confirmou o acordo de Maradona com o clube mexicano para permanecer uma campanha a mais como treinador.