A Juventus foi surpreendida e derrotada por 2 a 1 pelo Young Boys suíço, nesta quarta-feira na última rodada do Grupo H da Liga dos Campeões, mas se manteve na primeira colocação da chave graças à derrota do Manchester United para o Valencia pelo mesmo placar.

O francês Guillaume Hoarau anotou os dois gols (30 e 68 minutos) da vitória do time suíço sobre a Juventus, que só conseguiu reagir com a entrada em campo no segundo tempo do argentino Paulo Dybala, autor do gol italiano em belo chute de fora da área.

Embora quase nada tenha dado certo dentro de campo para a atual campeã italiana, o tropeço na Suíça acabou não custando a primeira colocação do Grupo H, já que o Manchester United foi derrotado na Espanha pelo Valencia (2-1).

Com estes resultados, os comandados do técnico Massimiliano Allegri terminam a fase de grupos na primeira colocação da chave com 12 pontos, contra 10 do United, e enfrentarão nas oitavas de final um dos segundos colocados.

O Valencia, terceiro colocado com 8 pontos, terá que se contentar com a classificação para a segunda fase da Liga Europa, enquanto o Young Boys terminou na lanterninha do grupo (4 pontos) e está eliminado das competições europeias.

O sorteio dos jogos das oitavas de final será realizado na próxima segunda-feira (17). Serão dois potes, um com os primeiros e outro com os segundos colocados de cada grupo.

– Suíços saem na frente –

Já classificada para as oitavas de final com uma rodada de antecedência, a Juventus chegou ao último jogo da fase de grupos em posição confortável, mas sem poder relaxar.

Cristiano Ronaldo e companhia precisavam de pelo menos um empate contra o Young Boys para garantir o importante primeiro lugar da chave e não depender do resultado do segundo colocado Manchester United, que enfrentava o Valencia na Espanha.

E, no primeiro tempo, a superioridade da equipe italiana, apostando suas fichas em rápidos contra-ataques, parecia indicar que um placar favorável era questão de tempo.

Só nos primeiros 15 minutos Cristiano Ronaldo teve duas ótimas chances de abrir o placar, desperdiçando chutes cara a cara com o goleiro Wölfli (12 e 14 minutos).

O brasileiro Douglas Costa também teve seu momento de brilho, recebendo cruzamento rasteiro de Mandzukic, mas, com pouco ângulo dentro da área, não conseguiu mandar a bola para o gol suíço (26).

No lance seguinte, a Juve foi castigada pelas chances não aproveitadas.

Em saída de bola aparentemente tranquila, Alex Sandro se enrolou ao tentar dominar a bola e derrubou Ngameleu dentro da área. O árbitro deu pênalti e Hoarau cobrou com categoria, rente à trave de Szczesny, que pulou no canto certo, mas não alcançou.

Inconformada com a derrota parcial, a Juventus se lançou ao ataque nos minutos finais do primeiro tempo e CR7, muito ativo em campo, quase empatou em chute colocado de fora da área que passou perto da trave suíça.

– Dybala incendeia –

Na volta do intervalo, o panorama da partida não mudou: a Juventus manteve o controle da posse de bola e criou o maior número de chances de gol, mas quem foi lá e colocou a bola nas redes novamente foi o Young Boys.

Depois da Juve acertar a trave de Wölfli (46) e obrigar o goleiro a fazer grande defesa em cabeçada de Mandzukic (66), Hoarau fez seu segundo gol no jogo ao receber na entrada da área italiana, limpar Bonucci e bater colocado, para delírio da torcida em Berna (67).

Para tentar dar um choque de qualidade no ataque da Juve, o técnico Massimiliano Allegri tirou o zagueiro De Sciglio e colocou em campo o atacante Paulo Dybala.

Deu certo. A Juve ganhou profundidade e volume de jogo com o argentino, que diminuiu o prejuízo italiano acertando um belo chute de primeira, após jogada de Douglas Costa.

Infelizmente para a Juve, o empate não veio porque não era dia de Ronaldo.

Nos minutos finais, o português acertou bela cabeçada na trave e, no último lance do jogo, acabou sendo responsável pela anulação de outro golaço de Dybala de fora da área. Na jogada, Ronaldo, em posição irregular, encobriu a visão do goleiro suíço no momento do chute do argentino.

Ao som do apito final, a Juve lamentou a derrota, mas sua primeira colocação no Grupo H foi preservada graças à derrota do Manchester United para o Valencia, um resultado que manteve o time inglês no segundo lugar.