Seis vezes eleita como melhor jogadora do mundo, a atacante Marta tornou-se nesta segunda-feira a primeira mulher a deixar sua marca na Calçada da Fama do Maracanã, colocando-se ao lado de ídolos como Pelé e Ronaldo.

“Voltar ao Maracanã, receber essa homenagem e lembrar dos momentos que vivi aqui é fantástico. É algo incrível”, disse Marta.

“Esse reconhecimento é uma cereja no bolo, representando todas as mulheres, todas as meninas que lutam constantemente no esporte”, completou a craque da seleção brasileira.

Além da marca na Calçada da Fama, Marta também assinou seu nome no livro de honra do Maracanã e mostrou sua habilidade aos jornalistas que acompanhavam a homenagem.

A jogadora, de 33 anos, que hoje atua pelo Orlando Pride, destacou a importância do feito para as mulheres, já que, até então, a calçada era até então um espaço exclusivo de homens.

“É logicamente muito importante porque incentivamos as mulheres a continuar lutando por seu espaço em todas as áreas. Sem dúvida, isso motiva cada uma delas a continuar brigando sempre”, afirmou Marta, que começou a carreira no Vasco.

Marta entrou na história do futebol neste ano ao conquistar pela sexta vez o prêmio de melhor jogadora do mundo, superando “apenas” Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

A atacante aproveitou a homenagem para também lembrar a importância das políticas públicas para o esporte.

“Não podemos falar só do futebol feminino, temos que falar do esporte em geral porque temos atletas em várias modalidades com um talento enorme que passam por muitas dificuldades”, ressaltou.

“Eu peço, em nome do esporte brasileiro, que promovam políticas de incentivo, principalmente nas escolas, e que assim possamos ter cada vez mais oportunidades de representar o nosso país e inspirar as crianças a praticar esportes”, afirmou Marta.