Em cerimônia ocorrida nesta terça-feira, na Arena da Baixada, o clube apresentou sua nova identidade. Uniformes serão utilizados apenas na próxima temporada

O Atlético-PR deu fim ao mistério que vinha rondando o clube nas últimas semanas. Na noite desta terça-feira, em cerimônia ocorrida na Arena da Baixada, o clube apresentou para a imprensa, conselheiros e alguns convidados a nova identidade do Furacão. Apesar de não ter sido tão radical como salientou recentemente o presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, foram alterações significativas.

O novo escudo tem referências ao vento, devido ao apelido Furacão, a bandeira do Estado do Paraná, e uma alusão ao crescimento que o Atlético se propõe nos próximos anos. Os estudos para a chegada no produto final, que englobou além da nova identidade do clube paranaense, uniforme e até novos mascotes, duraram um pouco mais de seis meses. O processo foi elaborado em conjunto com a empresa OZ, de Giovanni Vannucchi. 

Outra mudança significativa foi o retorno da letra “H” ao nome do Atlético. Petraglia, durante o discurso que fez na cerimônia, relatou que o objetivo era resgatar elementos do passado do clube.

– No nosso conceito de criar uma nova identidade do clube não esquecemos as nossas origens. Fomos registrados como Club Athletico. Queremos resgatar o nosso nome original. Com o tempo mudaram, mas não há registro de alguma determinação deste tipo – explicou.

A nova identidade, uniforme (que já são vendidos on-line), e mascotes não estarão presentes na final da Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla. Eles farão suas respectivas estreias na próxima temporada.