Já livre matematicamente do rebaixamento, o Bahia dosa suas forças para conseguir a melhor classificação no Campeonato Brasileiro, no formato de pontos corridos, da sua história. A atual 11ª colocação em que se encontra neste momento, desbancaria o 12° lugar do ano passado. O Tricolor tem os mesmos 47 pontos do Santos, na 10ª posição, e quatro a mais do Corinthians, que ocupa a 12ª.

Neste domingo (25), a partir das 18h no horário de Salvador, pela 37ª rodada do Brasileirão, a equipe do técnico Enderson Moreira entra em campo para encarar o desesperado América-MG, que luta para não cair, no Independência. O comandante não descarta utilizar jogadores do elenco que não tem tido tantas oportunidades neste ano, inclusive os mais jovens.

“Eu particularmente acho que oportunidade não pode ser forçada. A gente tem coisas importantes na competição ainda, o que pode me fazer dar oportunidade a algum atleta, se eu observar que o jogo possa pedir isso. Ou algum atleta que, no treino, tenha um destaque maior. Eu não gosto, acho que a gente tem que avaliar sempre caso a caso. Mas, se for o caso de poder utilizar algum deles, a gente vai fazer da melhor forma possível. A gente tem objetivo claro na competição, que é pontuar, fazer o maior número de pontos possível. E a gente não vai abrir mão disso”, disse o treinador na coletiva após a vitória sobre o Fluminense pela 36

Além da sua melhor posição na história, o Tricolor precisa de só mais um pontinho para carimbar a vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem. Caso vençam as próximas duas partidas finais, Vasco e Ceará podem chegar aos 48 pontos e igualariam o número de triunfos do time baiano. Porém a dupla tem menos seis de saldo de gols cada, enquanto o Bahia tem menos um. Vale lembrar que o Cruzmaltino e o Vozão se enfrentam na última rodada.

América-MG


Foi exatamente no dia 25 de novembro, que o América-MG levou a taça de campeão da Série B do Brasileiro no ano passado. Curiosamente, o comandante do Coelho era justamente Enderson Moreira. Um ano depois, o time mineiro reencontra o ex-técnico para uma partida que pode decidir sua vida se permanece na elite do futebol brasileiro ou se cairá de novo nos braços do rebaixamento. A equipe precisa vencer para continuar vivo na luta. A queda será confirmada em caso de empate ou uma derrota para o Bahia, combinado com um triunfo da Chapecoense.

Para o duelo contra o Tricolor, o América-MG se apega a um trunfo. Seu atual treinador, Givanildo Oliveira, tem um bom histórico dentro do Horto. Sob seu comando, o Coelho conquistou 73,93% dos pontos disputados no estádio como mandante, desde que a praça esportiva foi reaberta em maio de 2012. Foram 55 jogos que terminaram em vitórias 37 vezes, empates em 11 ocasiões e apenas sete derrotas.

FICHA TÉCNICA
América-MG x Bahia
Campeonato Brasileiro – 37ª rodada

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte
Horário: 18h (de Salvador)
Data: 25/11/2018 (domingo)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (SP)
Assistentes adicionais: Rafael Gomes Felix da Silva e Ilbert Estevam da Silva

América-MG:  João Ricardo, Norberto, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo, Juninho e Matheusinho; Luan, Aylon (Robinho) e Rafael Moura. Técnico: Givanildo Oliveira.

Bahia: Douglas; Bruno (Nino), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Elton; Clayton (Élber), Ramires e Zé Rafael; Edigar Junio. Técnico: Enderson Moreira.

Fonte:Bahia Notícias